Menu
Atracções

Mitos de Lisboa: Porque são os lisboetas chamados de “alfacinhas”?

SĂŁo alguns os nomes dados Ă s pessoas de Lisboa, ou, melhor, aos lisboetas: alguns com tendĂŞncia depreciativa; outros adquiridos por determinados costumes e circunstâncias; mas todos com um sentido e significados muito interessantes que vale a pena conhecer. O primeiro é, sem dĂşvida, o mais curioso:

Lisboetas, os “alfacinhas” da cidade

Um lisboeta é também conhecido por alfacinha, diminutivo deste vegetal, e a primeira vez que tal se viu escrito foi no século XIX, pela pena de Almeida Garrett, no livro "Viagens na Minha Terra”. A certa altura aparece a frase: "Pois ficareis alfacinhas para sempre, cuidando que todas as praças deste mundo sĂŁo como a do Terreiro do Paço”. Mas nĂŁo explicou a razĂŁo do nome; a verdade é que este alimento deu nome aos habitantes de Lisboa e ninguém sabe ao certo explicar o motivo. 

O certo é que se construiu toda uma mitologia Ă  volta desta classificação: diz-se que os lisboetas gostam muito de alface, mais do que de qualquer outro alimento verde, e que as cultivavam nas pequenas hortas que sempre foram mantendo na cidade; diz-se também que, tal como acontece com os vegetais que se cultivam, gostam pouco de sair do seu lugar. E consta ainda que o nome terá sido dado pelos saloios, que abasteciam Lisboa de produtos hortĂ­colas, referindo-se, mais uma vez, ao gosto particular dos lisboetas por alface. 

No entanto, o nome "alfacinha” pode nĂŁo ser bem considerado como um elogio, pois pode carregar um determinado sentido depreciativo: verdade seja dita que uma alface nem chega a ser uma a hortaliça "de verdade”. Mas nĂŁo importa: lavada, sem talos nem folhas velhas, temperada com azeite, vinagre, sal e uma cebola nova cortada em tiras bem finas, é um regalo. E sim, é assim que os alfacinhas mais gostam da alface e é também por isso, diz-se (mais uma vez!), que as gentes de Lisboa nĂŁo se importam de serem apelidadas como tal!

E então, já ficou interessado em conhecer os alfacinhas de Lisboa e a lindíssima capital?

Ăšltimos posts

Restaurante BAHR
Onde comer

Jantar romântico em Lisboa: onde levar a sua cara metade?

Já muito lhe contámos sobre esta cidade: que tem uma luz radiante, paisagens esplendorosas, lugares encantadores e carregados de histórias de “fazer chorar as pedras da calçada”. Mas o que ainda não revelámos é que as “gentes” de Lisboa — um povo profundamente caloroso e acolhedor — tem os sentimentos à flor da pele e derrete-se facilmente com uma linda história de amor. E que esta é a cidade perfeita para desfrutar de um jantar romântico com quem mais ama.

Saiba mais
Pastelarias em Lisboa: Jesuita
Onde comer

Pastelarias em Lisboa que lhe deixam água na boca

Dizem que uma cidade pode conquistar um turista pelo estômago; no caso desta capital, podemos mesmo afirmá-lo com toda a veemência. Que digam todos aqueles que têm o privilégio de provar as iguarias mais tradicionais nas várias pastelarias em Lisboa — lugares que adoçam a alma e o espírito dos mais gulosos e que, sobretudo, reflectem uma tamanha e inigualável “portugalidade”.

Saiba mais